SUPERCOPA ABRE A TEMPORADA ALEMÃ

Por Gerd Wenzel

Finalmente o torcedor alemão respira aliviado e isto por uma simples razão: após quase três meses de abstinência "clubística", os estádios na Alemanha vão abrir os seus portões para a enorme massa de fãs do futebol que lotam as modernas arenas todo fim de semana. Na temporada que passou foram ao todo 12.980.815, dando uma média de 42.421 torcedores por jogo.

Será neste domingo, Dia dos Pais, que Borussia Dortmund e Bayern Munique entrarão em campo no Signal Iduna Park para a primeira final da nova campanha: é a Supercopa que deverá ser transmitida para mais de 100 países e desta vez acontecerá com alguns ingredientes novos.

A começar pelo técnico Carlo Ancelotti do Bayern de Munique, que fará sua estreia oficial em campos alemães e já com uma tarefa dificílima: quebrar um tabu de três anos. Desde 2013 os bávaros não triunfam nesta competição. Sob o comando do seu antecessor, Pep Guardiola, três derrotas: duas para o Borussia Dortmund em 2013 e 2014 e outra para o Wolfsburg em 2015.

Outra estreia aguardada com ansiedade é a de Mats Hummels que, após oito anos no Borussia Dortmund, voltou para o clube que o revelou e onde estreou na Bundesliga em 2007. Fez apenas um único jogo pelo time principal bávaro na época, transferindo-se aos 19 anos para a equipe auri-negra. Portanto, é o retorno do filho pródigo e há muita expectativa quanto à reação da torcida do Dortmund ao ver Hummels entrando em campo com a camisa do Bayern.

Do lado do Borussia Dortmund, o jovem técnico Thomas Tuchel também tem uma tarefa difícil a cumprir. Após as saídas de Gündogan (Manchester City), Mkhitaryan (Manchester United) e Hummels (Bayern) foi preciso remontar o time e a diretoria “borussiana” gastou uma nota preta na reformulação da equipe: foram investidos ao todo 108 milhões de euros em novas contratações. Ou seja: o clube reinvestiu tudo o que ganhou com a venda dos três jogadores citados anteriormente na compra de oito (!) atletas, com destaque para o jovem talento francês Dembelé, o campeão europeu Guerreiro e os campeões mundiais Mario Götze e André Schürrle – os dois heróis da final da Copa do Mundo contra a Argentina no Maracanã.

A rigor, a tarefa de Tuchel é integrar oito novos jogadores na sua equipe. Para Götze e Schürrle, esta integração será mais fácil do que para seus novos colegas estrangeiros que jamais atuaram na Bundesliga, como, além dos já citados, os espanhóis Bartra e Merino, além do turco Emre Mor.

No frigir dos ovos, este é o clássico alemão por excelência que tem dominado o cenário da Bundesliga nas últimas seis temporadas: dois títulos para o Borussia e quatro para o Bayern. Na Supercopa, o confronto do próximo domingo está parelho: desde 2010 foram duas conquistas do Bayern (2010 e 2012) e duas para o Borussia (2013 e 2014).

Será um tira-teima recheado de atrações que a ESPN+ vai transmitir ao vivo neste domingo, 14 de agosto, a partir das 15h30. Acomode-se na poltrona e receba este presente da Bundesliga: Borussia Dortmund x Bayern Munique. Imperdível!